- Nenhum comentário

Presidente do Náutico anuncia renúncia ao cargo


Em reunião extraordinária realizada na tarde desta terça (29), no auditório do CT Wilson Campos, o presidente do Náutico, Ivan Brondi, anunciou sua renúncia do cargo máximo do Executivo. Em uma carta lida para a Imprensa presente no local, o agora ex-mandatário apontou que, após decisão tomada com a família, optou por se afastar do clube. As brigas políticas, as ameaças sofridas e constante pressão de parte da torcida acabaram culminando no fim abrupto do mandato. Com isso, o presidente do Conselho Deliberativo, Gustavo Ventura, assume a função até o fim de 2017. No ano que vem, o Timbu terá como mandatário Edno Melo, eleito em julho deste ano. Diógenes Braga será o vice.
Além de Brondi, toda a diretoria do Náutico também anunciou seu desligamento – procedimento padrão em casos do tipo. Mas isso não significa que nomes como Alexandre Homem de Melo e Emerson Barbosa não retornarão para suas funções no departamento de futebol. O próprio Alexandre confirmou que deve se encontrar nos próximos dias com Gustavo Ventura e, se for do interesse do novo mandatário, os profissionais poderão ser reintegrados. 

Em pouco mais de cinco minutos de declaração, Brondi contou sua história como jogador até chegar ao convite para vice-presidente do Náutico, realizado pelo ex-mandatário Marcos Freitas. Um problema de saúde, no entanto, fez o ex-atleta assumir o posto principal. 

“Eu era acostumado com os bastidores do clube, mas avesso aos holofotes. Mas a vida nos reserva surpresas e me deparei com esse novo desafio, tomando posse no dia 19 de dezembro de 2016. Nunca escondi minhas limitações na esfera política. Mas, da mesma forma que me portava nos campos, nunca me curvei dos desafios. Daquela data até hoje se passaram 253 dias. A missão de servir como presidente é uma verdadeira batalha”, afirmou Brondi.
Por FolhaPE.

0 comentários:

Postar um comentário

Conte-nos o que achou disso!