- Nenhum comentário

Polícia Civil desencadeia operação em Buenos Aires e em outras cidades pernambucanas



A Polícia Civil de Pernambuco desencadeou, na manhã desta sexta-feira (27), uma operação para investigar uma organização criminosa suspeita de desviar cerca de R$ 12 milhões em verbas públicas. Ao todo, os agentes cumprem nove mandados de prisão preventiva, 14 de busca e apreensão e outros 11 de condução coercitiva, quando uma pessoa é levada para prestar depoimento.

A ação ocorre no Recife, na Região Metropolitana e em cidades da Zona da Mata do estado, em cumprimento dos mandados expedidos pela Comarca de Buenos Aires.

De acordo com a polícia, as pessoas investigadas são suspeitas de fraudes em licitações públicas, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Além da capital pernambucana, a operação acontece nas cidades de Aliança, Buenos Aires e Carpina, na Mata Norte, Limoeiro, no Agreste, Paulista, no Grande Recife.

Na execução do trabalho operacional, participam 160 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães, coordenados pela Delegacia de Crimes Contra a Administração e Serviços Públicos da Diretoria Integrada Especializada (Diresp).

A investigação conta com o apoio do Ministério Público de Pernambuco, o Tribunal de Contas de Estado e a Controladoria Geral da União, que deram suporte às investigações.

Os suspeitos e o material apreendido estão sendo encaminhados à sede do Departamento de Repressão aos Crimes Patrimoniais, no bairro de Afogados, na Zona Oeste do Recife.

Buenos Aires


Segundo informações da Rede Globo, entre os presos estão o ex-prefeito de Buenos Aires, Gislan de Almeida Alencar e o atual vereador Flávio de Deda. 

As informações são do G1 Pernambuco.

0 comentários:

Postar um comentário

Conte-nos o que achou disso!