- Nenhum comentário

Ministro do TSE nega pedido do PT para cassar chapa de Jair Bolsonaro, mas abre investigação


O corregedor do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), ministro Jorge Mussi, decidiu na noite desta sexta-feira (19) abrir ação para investigar a compra de disparos em massa de mensagens anti-PT pelo WhatsApp.
Mussi atendeu a um pedido do PT contra o adversário Jair Bolsonaro (PSL).
O PT havia pedido também a adoção de medidas cautelares contra empresários e a campanha do PSL. O pedido foi resultado de uma reportagem da 'Folha', que denunciou um esquema de envio de mensagens em massa por empresários, via WhatsApp, contra o PT. Embora tenha negado as medidas cautelares, o ministro decidiu abrir investigação sobre o caso.

Com informações da CBN. 

0 comentários:

Postar um comentário

Conte-nos o que achou disso!