- Nenhum comentário

Moradores de Paudalho protestam e pedem respostas sobre desaparecimento de mulher sequestrada

Foto: Reprodução/Tv Globo


Centenas de pessoas participaram de uma caminhada pedindo respostas sobre o desaparecimento de uma mulher em Paudalho, na Zona da Mata Norte de Pernambuco, nesta terça (19). De acordo com a família, Jussara Maria da Silva Pereira, de 34 anos, foi sequestrada na quarta (13). Na sexta (15), um homem e um adolescente foram detidos por suspeita de participação no caso.

A caminhada partiu da entrada de Paudalho e seguiu pela avenida principal da cidade. Vestidos de branco e segurando cartazes, amigos e parentes cobraram respostas para o desaparecimento de Jussara, conhecida na comunidade por Sara.

De acordo com a família, Jussara estava em casa com a mãe e os dois filhos quando foi sequestrada. O irmão da vítima, que preferiu não se identificar, disse que, desde então, não recebe notícias dela.

A caminhada seguiu até a Delegacia de Paudalho, onde os manifestantes fizeram uma roda de oração. A Polícia Civil informou que os jovens detidos na sexta-feira confirmaram a participação no sequestro. O Grupo de Operações Especiais (GOE), do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (Draco), assumiu o caso e disse que se pronunciaria ao final das investigações.

A dona de casa Josefa Maria Gomes conhece Jussara desde criança. Segundo ela, a vítima sempre foi bem-quista no local.

"Jussara é uma pessoa muito querida. Uma menina que conheço desde a infância, vi praticamente ela nascer. Ela é uma mãe exemplar, uma pessoa trabalhadora. Ela tem um pequeno comércio, vende pastéis na comunidade. O caminho dela era da igreja para casa e, às vezes, visitava o marido", afirma.

Maria José Ferreira frequenta a mesma igreja que Jussara e sente falta da amiga. "Há dez anos fazíamos parte da mesma congregação. A falta dela está sendo imensa, não só para mim, mas para toda a igreja", diz.

Por G1 Pernambuco.

0 comentários:

Postar um comentário

Conte-nos o que achou disso!